Deputado defende usinas da Cemig durante reunião no Ministério de Minas e Energia

13 de setembro de 2017 | Por: Júlia Medeiros

Usina de São Simão - Divulgação/CEMIG

O deputado federal Domingos Sávio esteve reunido ontem (12) com o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, juntamente com outros parlamentares da Comissão da pasta, para demonstrar sua preocupação sobre o processo de privatização da Eletrobas e de empresas públicas, como Furnas, Chesf, entre outras.

Na oportunidade, o parlamentar manifestou-se apreensivo sobre a possibilidade do Governo Federal leiloar as usinas operadas pela Cemig, sendo: São Simão, Jaguara, Miranda e Volta Grande. “Retirar da Cemig essas usinas é aplicar um golpe na empresa, nos mineiros e brasileiros. A consequência será o aumento das tarifas de energia elétrica. É inaceitável esse leilão e, assim como a bancada mineira, considero justo a renovação da concessão com a Cemig”, afirmou.

Domingos Sávio ainda destacou que a renovação da concessão está prevista nos contratos originais, mas que não foi respeitada pelo governo do PT, que editou a Medida Provisória 579, assinada pela presidente Dilma em flagrante quebra de contrato. “Não justifica o governo Temer insistir no mesmo erro”, afirmou o deputado.

Durante a reunião, o ministro Fernando Coelho manifestou que o governo está disposto a estudar uma Medida Provisória permitindo que diversas usinas – que também foram retiradas da Eletrobras e de Furnas – possam continuar com a concessão.

O deputado Domingos Sávio fez um apelo para que essa Medida Provisória contemple a Cemig, garantindo que as quatros usinas continuem sob concessão da empresa. “Uma nova reunião será agendada com a participação de representantes do Ministério da Fazenda e do Planejamento. Esse assunto precisa ser apresentado ao presidente Michel Temer, para que prevaleça o interesse público e dos mineiros”, destacou.

Assine Nossa Newsletter

Acompanhe o Instagram