Domingos Sávio defende projetos no Ministério da Cultura

5 de outubro de 2017 | Por: Júlia Medeiros

Durante reunião realizada no Ministério da Cultura (MinC) ontem, 04, o deputado federal Domingos Sávio apresentou alguns projetos culturais ao ministro Sérgio Sá Leitão. Participaram do encontro, o prefeito de Itaguara, Geraldo Donizete – Chumbinho, o prefeito de Coronel Fabriciano, Dr. Marcos Vinicius e o vereador Cristiano do Cais e a coordenadora de Comunicação da Cenibra, Leida Hermefdorff.

Para Itaguara, o parlamentar solicitou uma atenção especial para aquisição de equipamentos para a banda Nossa Senhora das Dores e a reforma e ampliação do museu Sagarana, que foi construído em homenagem à memória do saudoso escritor Guimarães Rosa.

O deputado também pediu a continuidade das obras do Espaço cultural Parque Multifuncional Cachoeira Escura, já inscrito e contemplado no Ministério da Cultura (MinC), através do Programa Nacional de Apoio à Cultura (PRONAC) e apresentou um novo projeto: Junção de Ações Culturais Articuladas (Jaca), ambos de Belo Oriente. “O parque é um projeto com repercussão em todo Vale do Aço, contemplando a área de atuação da Cenibra que ultrapassa 50 municípios. Aproveitamos para apresentar a Jaca, que promoverá as ações educacionais, culturais e esportivas no local”, afirmou.

Na oportunidade, Domingos Sávio requereu ao ministro a readequação do projeto “Arte Brasileira no Louvre”, do artista plástico Diego Mendonça, de São João del-Rei, que já expôs suas obras no Salon International d’Arc Contemporain no Carrousel du Louvre, em Paris. Neste ano, o artista obteve a oportunidade para executar o produto secundário do projeto: a publicação do livro contando sua trajetória.

O ministro elogiou todos os projetos apresentados e defendidos pelo deputado e protocolou via ofício os pleitos.

Saiba mais: espaço cultural Parque Multifuncional Cachoeira Escura

As instalações do parque ficam no distrito de Perpetuo Socorro, município de Belo Oriente e contempla a comunidade com um espaço de convivência, dedicado à promoção da cidadania. Desde 2013 já está disponível para uso o playground, a pista de caminhada, espaço melhor idade, o deck e o portal. O parque conta ainda com uma casa de apoio onde projetos sociais realizam suas ações, como o Grupo de Artesãs de Cachoeira Escura (Grace), que utilizam de subproduto do processo de fabricação de celulose para compor obras de arte e utensílios domésticos.

De acordo com a representante da Cenibra, o espaço ainda ganhará uma biblioteca pública, teatro de 140 lugares, sala multimídia, espaço para oficinas e exposições. As obras estão paradas devido a necessidade de readequação ao projeto original, e por isso, o recurso no MinC estavam travados.

Assine Nossa Newsletter

Acompanhe o Instagram