Comissão de Agricultura da Câmara aprova proposta de Domingos Sávio para investigar aumento do preço dos fertilizantes

16 de junho de 2022 | Por: Assessoria de Imprensa

Temos que fiscalizar e exigir respeito ao produtor rural e ao consumidor brasileiro

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (CAPADR) da Câmara dos Deputados, aprovou, uma Proposta de Fiscalização e Controle (PFC 19), apresentada pelo deputado federal Domingos Sávio. O ato pede auxílio do Tribunal de Contas da União, da Polícia Federal, e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica, acerca do significativo aumento dos preços de fertilizantes.

O receio por parte dos deputados que estiveram presentes na CAPADR, é de que o cenário de escassez esteja dando lugar à práticas abusivas, com o objetivo de ganhos econômicos. Do outro lado, as empresas de insumos indicam que a guerra, a pandemia e outros fatores que afetam a conjuntura global, têm causado o crescimento descontrolado dos valores.

De acordo com Domingos Sávio, o aumento nos valores, causaram prejuízos aos produtores rurais, à economia nacional e aos consumidores em geral. “Temos indícios de  pessoas lucrando com a miséria dos demais, usando a guerra e a pandemia para justificar os aumentos abusivos. A tonelada do potássio custava 280 dólares e foi para 1.200. Queremos uma explicação e mais do que isso, queremos que esses preços reduzam”.

Durante a reunião, Domingos Sávio agradeceu ao presidente da comissão, o deputado Fernando Giacobo  por ter assumido a importante tarefa de ser o relator da proposta. “Estarei ao lado dele e dos deputados membros da FPA, para juntos, buscarmos uma solução. Sem dúvidas, a FPA agiu em boa hora para lutar a favor da justiça. Quem distribui adubo tem que colocar a mão na consciência, não tem cabimento aumentar da maneira que aumentaram. Por isso, temos que fiscalizar e exigir respeito ao produtor rural e ao consumidor brasileiro”, concluiu.

Giacobo destacou em seu relatório que os fertilizantes são fundamentais para a expansão agrícola no Brasil. De acordo com o membro da FPA, a agricultura brasileira não pode ficar refém dessa situação. “Ainda somos muito dependentes do exterior para importá-los. Vamos realizar audiências públicas e ir a fundo para entender o que está acontecendo de fato”, explicou Giacobo.

Custos de fertilizantes e alta expressiva

Dados apresentados pela Confederação Nacional da Agricultura (CNA) mostram que o preço dos fertilizantes para o custo de produção da soja, em Cascavel – PR, por exemplo, saltaram de R$ 861,73 em abril de 2021, para R$ 1.630,39 em abril de 2022. O que indica uma alta de 89%. Já o valor dos fertilizantes no porto, até serem entregues ao produtor, sobem cerca de 70% e alteram, consideravelmente, o valor dos alimentos que chegam à mesa dos brasileiros.

Assine Nossa Newsletter

    Acompanhe o Instagram