Crise enfrentada pelos municípios mineiros é fruto do desgoverno da gestão Pimentel, afirma Domingos Sávio

14 de março de 2018 | Por: Otacílio Neto

O deputado Domingos Sávio participou, na última sexta-feira (9), do II Encontro de Prefeitos e Lideranças do Leste de Minas, em Coronel Fabriciano. O evento reuniu cerca de 300 participantes entre prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e deputados das regiões do Vale do Aço, Leste e Médio Piracicaba. A crise financeira vivida pelos municípios mineiros foi o tema principal do encontro.

Presidente do PSDB-MG, o deputado destacou a gestão d0 PSDB no estado. “Minas Gerais viveu um dos melhores momentos de sua história nos governos Aécio Neves e Anastasia na relação com os municípios. Tivemos obras importantes como a ligação asfáltica de mais de 220 cidades. Além de cumprir as obrigações constitucionais rigorosamente em dia com os municípios, foi o governo que mais fez parceria para melhorar a saúde, a educação e a infraestrutura, por meio de convênios com as prefeituras, todos os anos, que eram pagos rigorosamente”, afirmou.

De acordo com o tucano, hoje o cenário é completamente diferente. “Minas vive um pesadelo nas mãos do PT. O governador Fernando Pimentel, além de não ser solidário aos municípios nas dificuldades que enfrentam no dia a dia, sequer cumpre as obrigações constitucionais de pagar aos municípios o que é de direito. É hora de dar um basta a esse desgoverno e recolocar Minas no caminho certo”, ressaltou.

Segundo a Associação Mineira dos Municípios (AMM), o governo do Estado deve aos municípios R$ 2,5 bilhões em recursos da saúde. Outros R$ 748 milhões referentes ao IPVA recolhido em janeiro ainda não foram repassados.

Duplicação da BR-381

Durante o encontro, Domingos Sávio manifestou preocupação com a duplicação da BR-381. Conforme destacou, é necessário ampliar o orçamento para que a obra seja concluída. “O orçamento hoje existente foi fruto de muita luta dentro do Congresso. Para que as obras continuem no ritmo no ritmo que estão hoje é preciso pelo menos mais R$ 250 milhões. Continuarei trabalhando junto ao Dnit e ao Ministério do planejamento para ampliar esse orçamento nos próximos meses por meio de suplementação orçamentária”, disse.

Assine Nossa Newsletter

Acompanhe o Instagram