Deputado Domingos Sávio: tragédia causada pela Vale “não foi acidente, foi crime”

7 de fevereiro de 2019 | Por: Otacílio Neto

O deputado federal Domingos Sávio (PSDB-MG) afirmou que a tragédia provocada pela Vale em Brumadinho (MG) “não foi uma acidente, foi um crime”.

O deputado destacou a urgência de uma CPI “para apurar com clareza, punir, porque a impunidade é a mãe da corrupção, dos abusos e do crime”. “São centenas de vidas que foram tiradas” (até agora são 150 mortos e 182 desaparecidos na tragédia provocada pela Vale em Brumadinho).

Não podemos simplesmente falar: ah, foi um acidente. Não. Foi um crime. Crime contra a natureza, mas pior: um crime com tantas vítimas inocentes de algo previsível. Então a CPI tem que ser feita para punir os responsáveis”.

Para o deputado, o que houve na tragédia foi resultado da “omissão e ganância”.

Essa coisa de barragens, de rejeitos. De mineração com barragens onde há lavagens do minério se acumulando, aquela lama, isso é algo que já está comprovado que não se sustenta ambientalmente há muito tempo”, observou Domingos Sávio.

Existem outras alternativas. Em Minas tem produção mineral a seco, ou seja, sem barragens de rejeitos que possam virar esse mar de lama. Apenas houve omissão e ganância. Eu sempre alertei para isso. Nós do PSDB alertamos para uma mudança mais profunda na legislação em Minas. Deputados, colegas nossos se levantaram contra a continuidade desse tipo de barragem, mas infelizmente prevaleceu a ganância”, reafirmou.

A vida humana não tem preço”, enfatizou o parlamentar mineiro. “Se somássemos todos os bilhões da Vale, todo o patrimônio, não recupera uma vida daquela que se perdeu”.

É preciso que pelo menos se trate com respeito aquelas famílias para minimizar o sofrimento e que se resgate o meio ambiente. Mas principalmente que não deixe isso acontecer de novo”, defendeu em entrevista à TV Câmara.

 

Jornal Hora do Povo / Foto: Corpo de Bombeiros


Assine Nossa Newsletter

Acompanhe o Instagram