Minas Gerais terá centro de referência para a cadeia leiteira

19 de fevereiro de 2021 | Por: Assessoria de Imprensa

Domingos Sávio destaca ganhos para os produtores de leite no estado

Minas Gerais se prepara para criar um centro de referência para o agronegócio do leite. A unidade será instituída a partir do trabalho conjunto entre Sistema FAEMG/SENAR/INAES, Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG) e outras entidades convidadas, servindo como espaço de pesquisa, treinamento, difusão de tecnologias e aprimoramento de todos os elos da cadeia.

A proposta foi anunciada durante uma reunião realizada na última semana e teve a participação de coordenadores e gerentes regionais do Sistema FAEMG e diretores da EPAMIG, sob condução do superintendente do SENAR MINAS, Christiano Nascif; o superintendente técnico da FAEMG, Altino Rodrigues; e a presidente da EPAMIG, professora Nilda Soares.

Membro da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) e recém empossado vice-presidente da Frente para assuntos relacionados à Região Sudeste, o deputado federal Domingos Sávio destaca a importância da criação do centro. “Minas e todos os produtores ganham com a criação de um centro de referência para a cadeia leiteira. Acredito que essa ação representa investimento em pesquisa, tecnologia, capacitação e ainda poderá fortalecer o agronegócio mineiro”, afirmou o deputado.

A proposta é construir a unidade tendo como base a estrutura do Instituto de Laticínios Cândido Tostes (ILCT), em Juiz de Fora, entidade tradicional e reconhecida na formação de técnicos em laticínios. A Embrapa Gado de Leite e os Sindicatos Rurais da região também serão convidados para agir em conjunto.

O que dizem as entidades

Senar Minas:A ideia é, principalmente, aperfeiçoar o atendimento ao nosso principal cliente, o produtor rural mineiro, e ao agronegócio mineiro. Sistema FAEMG e EPAMIG, juntos, têm tudo para fazer uma mudança muito positiva para o nosso estado nessa área”, frisa Christiano Nascif.

EPAMIG:Minas merece um local para gerar tecnologia e difundir conhecimento para os nossos agricultores. Com certeza a EPAMIG quer fazer parte disso. Quanto mais capacitarmos nossos produtores, mais rápido as tecnologias chegarão ao campo”, afirma a professora Nilda Soares.

FAEMG:Minas Gerais está muito bem representada com essa parceria. Vai ser um sucesso, todos sairão ganhando. Com o Centro de Excelência da Cafeicultura tão adiantado, nossos produtores de leite não poderiam deixar de ter o seu centro de referência. Para isso, nada melhor que o Sistema FAEMG se unir com a EPAMIG e, por consequência, a Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento [SEAPA]“, conclui o superintendente técnico, Altino Rodrigues.

Participei da inauguração do sistema de produção intensiva de leite em Compost barn, no campo experimental da Embrapa Gado de Leite, em Coronel Pacheco, na Zona da Mata mineira. 

Em defesa do produtor brasileiro

Em Brasília, Domingos Sávio lidera um movimento para frear a importação do leite vindo do Mercosul. Entre reuniões e audiências com representantes do Governo Federal, o parlamentar esteve no início do mês com a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, quando cobrou novamente uma ação para conter a importação do leite.

O excesso do derivado importado no país fez baixar o preço do produto nacional num movimento contrário ao aumento dos custos de produção e alimentação animal. Juntos, esses fatores estão desestimulando pecuaristas e pequenos produtores. É preciso reequilibrar a balança comercial com a valorização do mercado interno”, ressalta o parlamentar.

FONTE: Sistema Faemg – Senar Minas

Assine Nossa Newsletter