Número de leitos UTI quase dobra em Minas Gerais

22 de setembro de 2020 | Por: Assessoria de Imprensa

Domingos Sávio lembra atuação parlamentar que permitiu liberação dos recursos necessários para salvar vidas

O número de leitos de Unidades de Tratamento Intensiva – UTI, disponível em Hospitais e Santas Casas vinculadas ao SUS, em Minas Gerais, quase dobrou nos últimos seis meses. Levantamento apresentado pela Secretaria de Estado de Saúde mostra que antes da pandemia provocada pelo novo coronavirus eram 2.072 vagas disponíveis para atendimento da população. Agora, a quantidade de leitos ultrapassa 3.900.

Para chegar a esse resultado, as ações de enfrentamento à Covid-19 tiveram de ser rápidas e enérgicas. A aprovação do estado de calamidade pública, votada de maneira inédita por deputados federais e senadores, permitiu investimentos imediatos na estruturação da rede de saúde pública. Em seguida, o projeto de contingenciamento da pandemia no Estado determinou o fomento à ampliação das estruturas físicas e contratação de equipes de saúde.

As ajudas financeiras que permitiram aos municípios aumentarem a quantidade de investimentos na saúde foram autorizadas graça a atuação parlamentar, como, a aprovação do auxílio emergencial a Hospitais Filantrópicos e Santas Casas, indicação de emendas para aplicação exclusiva em reforço das estratégias de combate ao coronavirus e indicação dos municípios mineiros para receberem transferência direta do Ministério da Saúde.

Minha preocupação sempre foi a de estruturar as cidades-pólos e fazer com que os municípios do interior tivessem condições de enfrentar a Covid-19. Por isso, tanto me empenhei junto aos governos estadual e federal para viabilizar mais e novos recursos como também disponibilizar aparelhos de respiração artificial para hospitais que não possuem UTI. Isso foi fundamental para salvar vidas”, destacou Domingos Sávio.

Investimentos permanentes

Em Santo Antônio do Monte, no Centro-Oeste do estado, a habilitação dos novos leitos de UTI era uma das articulações do deputado Domingos Sávio, em Brasília. Em maio, o repasse de recursos extras da União para a Santa Casa de Misericórdia foi solicitado ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. A autorização do Governo Federal permitiu a abertura de 10 leitos de maneira permanente e a contratação de 30 profissionais para atendimento em tempo integral.

O parlamentar também cobrou a habilitação dos leitos de UTI criados em todo o estado de Minas Gerais, inclusive as novas vagas abertas em hospitais de campanha, reivindicando os recursos para municípios como Santo Antônio do Monte, Divinópolis e Bom Despacho.

A Santa Casa de Bom Despacho recebeu recurso de R$ 1 milhão, por meio de indicação de Domingos Sávio, para finalizar e comprar equipamentos para a construção de 10 leitos de CTI e seis Blocos Cirúrgicos. O pagamento ocorreu por meio do empenho de número 2020NE828767, no Fundo Municipal de Saúde em 15 de julho.

Bom Despacho conta atualmente com vinte leitos de combate à Covid-19 e Domingos Sávio teve papel decisivo para o credenciamento destes leitos na cidade, que atende também outros municípios da região.

Assine Nossa Newsletter